French Quarter: O bairro mais animado de New Orleans América / América do Norte / Estados Unidos

Por um bom tempo ao escutar o nome “New Orleans” por aí, a primeira coisa que me vinha à cabeça era Mardi Gras – o mundialmente conhecido carnaval da cidade. No entanto, precisei visitar NOLA – assim chamam os locais – para ver que a diversão não dura apenas uma semana, mas sim o ano todo.

E é no French Quarter onde tudo acontece. O charmoso bairro fica às margens do Rio Mississipi e é o mais antigo de New Orleans. Basta uma simples caminhada para já observar a arquitetura peculiar dos prédios, com a mescla das influências crioula, espanhola, francesa e americana.

Além da particular arquitetura, o quarteirão francês abriga várias atrações turísticas da cidade. Você pode passar um tempo pela Jackson Square, onde está a St. Louis Cathedral e o Lousiana State Museum – Cabildo. Se divirta também com os inúmeros artistas de rua que apresentam seus espetáculos em troca de algumas moedas.

Não deixe de ir também na esquina da Bourbon St. com a St. Phillip Street, onde está o Lafitte’s Blacksmith Shop. Hoje em dia funciona como um bar, mas antigamente, reza a lenda, o local servia como ponto para planejamento de assaltos e venda de contrabandos.

TravelerBR - NOLA-11
TravelerBR - NOLA-13
Lafitte’s Blacksmith Shop – hoje em dia apenas um bar legal

Outra dica bacana é caminhar pela Riverside Walk e apreciar o Rio Mississipi. Há inclusive um tour em um steamboat, aqueles barcos à vapor, tradicionais no Mississipi. Acabei não fazendo, mas pareceu ser muito interessante. Acesse o site do Steamboat Natchez e saiba mais sobre o passeio.

TravelerBR - NOLA-14
O imponente Steamboat Natchez

Ainda, o quarteirão francês concentra muitas lojas de souvenires, cafés, restaurantes e comércio em geral. Eu não deixaria de fora o colorido French Market, nem perderia a chance de provar os deliciosos beignets do Café du Monde.

Faça tudo isso mas guarde energia para a noite de New Orleans. Você vai precisar!! Depois que o sol se põe é quando tudo muda e a cidade fica ainda mais animada. O point agora é a Bourbon Street, a qual concentra os mais divertidos bares. São inúmeros deles, lado a lado. A maioria não cobra a entrada, bastando apenas deixar uns tips para os músicos que dão verdadeiros shows com suas performances. A dica é percorrer a Bourbon St. entrando nos bares que a música mais lhe agradar, já que há uma diversidade de estilos, predominando o Jazz e o Blues. Prove o Hurricane – o drink mais popular de NOLA.

Se a proposta é assistir um show de Jazz em uma casa tradicional, vá ao Preservation Hall. Mas chegue cedo, pois a fila se torna quilométrica (experiência própria!!).

TravelerBR - NOLA-22
Chegue cedo ao Preservation Hall e evite filas

Sobre hospedagem fiquei em um quarto privado no India House Hostel e foi uma boa opção, pois o local é muito próximo de uma estação do Street Car que liga os bairros ao French Quarter.

TravelerBR - NOLA-23
Street car de New Orleans – a melhor maneira de se locomover pela cidade

Além dessas, New Orleans conta com inúmeras outras atrações – Cassino Harrah’s, Audubon Nature Aquarium, WWII Museum, New Orleans African American, Tours em plantações, etc… – Uma excelente ferramenta para seu planejamento pode ser o site oficial de New Orleans.

Se você deseja maiores informações sobre o Mardi Gras, como próximas datas – são as mesmas do nosso Carnaval -, história, etc. basta acessar o site oficial da festa.

Depois dessas dicas todas os carnavalescos de plantão já sabem: não precisam esperar até o Mardi Gras chegar, pois a diversão em New Orleans rola o ano todo.

E você… Vai ficar de fora dessa?

Rodrigo Siqueira

Rodrigo Siqueira

Gaúcho, advogado por formação, instrutor de mergulho e mochileiro por opção. Acredita no turismo simples, sem frescuras. Viaja não só para visitar lugares, mas também para conhecer diferentes culturas, interagir com o povo local e experienciar o novo. Não consegue mais não viajar. Sempre com um mapa à mão, pronto para escolher o próximo destino.
Rodrigo Siqueira

TravelerBR